Caderno Corporativo da Adm Unochapecó

Socialização do Conhecimento na Área do Estudo da Administração

29.8.09

Organizações e Administrações

Carlos Roberto Pellenz Jr.

Turma A - Primeiro Periodo

Unochapeco

 

 

 

No mundo em que vivemos esta cada vez mais difícil o sucesso de empresas por causa

da grande competitividade e da qualidade de seus funcionários e administradores, existem milhões de administradores pelo mundo, administrando empresas grandes tanto como empresas pequenas, mas na verdade o que um administrador faz? No que é baseado seu trabalho?

 

Para entender o que um administrador faz primeiro devemos entender o lugar onde ele trabalho, lugares que podem ser  chamados de Organizações. Organizações são um grupo de pessoas que se juntam por um propósito, um objetivo, atender a necessidade das pessoas, e basicamente por isso que elas são criadas. As organizações são formadas por pessoas e cada pessoa tem sua função dentro dela, assim ela consegue ter uma estrutura organizacional.

 

Com a criação das organizações vem a necessidade de pessoas para administrá-las. A administração pode ser explicada em 4 palavras: processo, coordenação, eficiência e eficaz. Pode se dizer que o Processo é um modo sistemático de fazer algo, a Coordenação garante que partes interdependentes funcionem como um todo. A Eficiência e a capacidade de realizar corretamente as tarefas. A Eficácia é a capacidade de realizar as atividades da organização e alcançar seus objetivos. Apesar das diferença entre a eficiência e a eficácia uma depende da outra e só um bom administrador conseguira os dois ao mesmo tempo em sua empresa.

 

O administrador e a pessoa encarregada em guiar as organizações para que elas alcancem seus objetivos. O administrador e a pessoa que fala onde a empresa deve investir seus recursos, ele trabalho coordenando e dirigindo as atividades das outras pessoas ajudando elas a cumprirem seus objetivos, ele também é responsável por outras atividades, assim não limitando suas atividades.

 

Os administradores podem ser classificados em 3 níveis estratégico, tático e operacional. O estratégico é o mais alto responsável pelas principais decisões da organização, o intermediário é o que cuida das articulações internas entre o nível estratégico e operacional, o operacional e constituído pelos administradores de primeira linha responsáveis pela coordenação dos membros da organização.

 

A administração é uma pratica secular, mas será que suas funções são aplicadas em todos as empresas, será que as funções de um administrador não variam de acordo com seu nível?

 

O nível do administrador muda as atividades que ele vai desempenhar, mas isso não quer dizer que um administrador de topo não ira fazer funções de organização o que muda é que cada uma dessas funções varia em termo de importância e intensidade. Tipos de organização também influenciam no trabalho de um administrador, existem diferenças entre um gestor publica e um que trabalho em uma empresa privada com fins lucrativos, mas mesmo assim os 2 ainda continuam exercendo varias atividades iguais a única grande diferença do trabalho de um para outro é o jeito que medem e avaliam o desempenho da organização. A dimensão da empresa é outro fator que influencia no trabalho de um administrador, o que mais muda é na importância da pessoa na empresa por causa do seu nível hierárquico, mas mesmo a empresa sendo grande ou pequena um administrador sempre vai cumprir todas as suas funções.

Normalmente as organizações são divididas em áreas funcionais, para que casa área tenha uma tarefa especifica, a organização pode sem divida em varias partes dependendo de seus objetivos. As áreas mais comuns são: a área comercial e de marketing, a área de finanças e a área de recursos humanos, ah também a área de pesquisa e desenvolvimento e a área de compras e aprovisionamento, mas essas áreas são comuns em organizações grandes.

 

Não importa qual seja o nível ou tamanho da empresa um administrador sempre ira, planejar, organizar, dirigir e controlar quando trabalho em uma organização, pode varias a ordem mas sempre ira fazer, no entanto para entender o trabalho de um administrador e necessário conhecer os papeis que ele desempenha, quais habilidades e aptidões ele necessita possuir e quais competências especificas estão relacionadas com a eficácia e a eficiência de seu desempenho.

 

Um administrador desempenha vários papeis para alcançar seus objetivos organizacionais, para desempenha esses diferentes papeis um administrador precisa ter certas habilidades que outras pessoas não tem, alem dessas habilidades ele também precisa ter competência para desempenhar seu cargo dentro da organização.

A administração é uma pratica mundial, e não importa o lugar as organização precisam ser administradas e o trabalho do administrador é praticamente o mesmo, o que muda e a cultura dos países que mudam o modelo de gestão adotado.

 

O jeito brasileiro de administrar tem vários traços que em alguns casos dão vantagens comparada a outras nacionalidades mas também em outras criam dificuldades aos administradores brasileiros.

 

Os administradores brasileiros tem muitos pontos bons neles, mas em alguns outros pontos eles ficam muito atrás dos administradores de países maiores que o Brasil.

criado por carlos.pellenz    19:04:52 — Arquivado em: Administração

TEORIA CIENTÍFICA E TEORIA CLÁSSICA

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - TURMA: B PERÍODO 2

PROFESSORA: MAGDA BIANCHINI MIGLIORI

ACADEMICO: ENIO PAULO PUTON

 

TEORIA CIENTÍFICA E TEORIA CLÁSSICA

2- Colocar os pontos positivos e negativos da teoria científica

Ø        PONTOS POSITIVOS:

  • Divisão do trabalho (Para realizar tarefa)

·        Aumento de produtividade

  • Melhoria na qualidade do produto
  • Melhor aproveitamento do tempo

·         Melhor qualidade de vida

  • Adequar a ferramenta e o espaço para realização da tarefa
  • Simplificação das tarefas
  • Eliminar desperdício
  • Padronização do trabalho
  • Funcionário treinado para trabalhar. (Aumenta a produção)

 

Ø        PONTOS NEGATIVOS:

·      Burocracia

·      Trabalhar somente em função do dinheiro

·      Funcionários não tinham direito de expor suas idéias, tinham apenas que produzir

·      Ganhavam conforme produziam

·      Transformar o homem em ser mecânico e sem desejos

·      Falta de incentivo psicológico, causa fadiga mental

·      Fadiga física

·      Baixa remuneração

·      Falta de atenção

·      Exploração da capacidade produtiva do funcionário

·      Enriquecimento somente do patrão

·      Divisão do trabalho (enfraquece o funcionário levando o mesmo a ser dominado facilmente)

3 - RESUMO DA TEORIA CLÁSSICA

Na teoria clássica o funcionário tem liberdade de expressão, pode opinar, dar sugestões para a melhoria no trabalho, podem participar de treinamentos, seleções para disputar um cargo, desde que tenha todos os requisitos necessários para a função. O funcionário pode pensar e não somente trabalhar. Hoje em uma empresa um funcionário preparado pode planejar o futuro dentro de sua capacidade, embora sabendo que terá muitas dificuldades porque a concorrência é grande. No mundo empresarial vence quem tiver maior conhecimento e persistência, acompanhado de competência e também um pouco de sorte muitas vezes.

3.1 – RELAÇÕES ENTRE AS DUAS TEORIAS

Na questão de salários na teoria cientifica ganhava conforme produzia, já na teoria clássica existia um salário base inicial. Na teoria cientifica a visão era voltada somente a dominação e ganância de lucro buscando simplesmente adaptar ao trabalho as necessidades do capital. Na clássica o trabalhador tem algumas vantagens ou direitos, podendo planejar o futuro com liberdade de participação e expressão.

Os funcionários na teoria cientifica eram vistos como máquinas sem direito a pensar, enquanto na clássica existia direito e oportunidades na medida em que buscamos conhecimento e nos preparamos para tanto.  Enfim, não tínhamos direitos a quase nada, mas com a evolução conquistamos nosso espaço graças à luta e empenho de muitos.

Ambas as teorias buscavam alcançar o mesmo objetivo maior produtividade do trabalho e a busca da eficiência nas organizações. A administração cientifica se caracterizava pela ênfase na tarefa realizada pelo operário, a Teoria Clássica se caracterizava pela ênfase na estrutura que a organização deveria possuir para ser eficiente. A conseqüência destas Teorias foi uma redução no custo dos bens manufaturados. Aquilo que fora um luxo acessível apenas aos ricos, como automóveis ou aparelhos domésticos, tornou-se disponível para as massas. Mais importante foi o fato de que tornaram possível o aumento dos salários, ao mesmo tempo em que reduziram o custo total dos produtos.

 

 

criado por enpputon    19:03:48 — Arquivado em: Administração, Administração

TEORIA CIENTÍFICA E TEORIA CLÁSSICA

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - TURMA: B PERÍODO 2

PROFESSORA: MAGDA BIANCHINI MIGLIORI

ACADEMICO: ENIO PAULO PUTON

 

TEORIA CIENTÍFICA E TEORIA CLÁSSICA

2- Colocar os pontos positivos e negativos da teoria científica

Ø        PONTOS POSITIVOS:

  • Divisão do trabalho (Para realizar tarefa)

·        Aumento de produtividade

  • Melhoria na qualidade do produto
  • Melhor aproveitamento do tempo

·         Melhor qualidade de vida

  • Adequar a ferramenta e o espaço para realização da tarefa
  • Simplificação das tarefas
  • Eliminar desperdício
  • Padronização do trabalho
  • Funcionário treinado para trabalhar. (Aumenta a produção)

 

Ø        PONTOS NEGATIVOS:

·      Burocracia

·      Trabalhar somente em função do dinheiro

·      Funcionários não tinham direito de expor suas idéias, tinham apenas que produzir

·      Ganhavam conforme produziam

·      Transformar o homem em ser mecânico e sem desejos

·      Falta de incentivo psicológico, causa fadiga mental

·      Fadiga física

·      Baixa remuneração

·      Falta de atenção

·      Exploração da capacidade produtiva do funcionário

·      Enriquecimento somente do patrão

·      Divisão do trabalho (enfraquece o funcionário levando o mesmo a ser dominado facilmente)

3 - RESUMO DA TEORIA CLÁSSICA

Na teoria clássica o funcionário tem liberdade de expressão, pode opinar, dar sugestões para a melhoria no trabalho, podem participar de treinamentos, seleções para disputar um cargo, desde que tenha todos os requisitos necessários para a função. O funcionário pode pensar e não somente trabalhar. Hoje em uma empresa um funcionário preparado pode planejar o futuro dentro de sua capacidade, embora sabendo que terá muitas dificuldades porque a concorrência é grande. No mundo empresarial vence quem tiver maior conhecimento e persistência, acompanhado de competência e também um pouco de sorte muitas vezes.

3.1 – RELAÇÕES ENTRE AS DUAS TEORIAS

Na questão de salários na teoria cientifica ganhava conforme produzia, já na teoria clássica existia um salário base inicial. Na teoria cientifica a visão era voltada somente a dominação e ganância de lucro buscando simplesmente adaptar ao trabalho as necessidades do capital. Na clássica o trabalhador tem algumas vantagens ou direitos, podendo planejar o futuro com liberdade de participação e expressão.

Os funcionários na teoria cientifica eram vistos como máquinas sem direito a pensar, enquanto na clássica existia direito e oportunidades na medida em que buscamos conhecimento e nos preparamos para tanto.  Enfim, não tínhamos direitos a quase nada, mas com a evolução conquistamos nosso espaço graças à luta e empenho de muitos.

Ambas as teorias buscavam alcançar o mesmo objetivo maior produtividade do trabalho e a busca da eficiência nas organizações. A administração cientifica se caracterizava pela ênfase na tarefa realizada pelo operário, a Teoria Clássica se caracterizava pela ênfase na estrutura que a organização deveria possuir para ser eficiente. A conseqüência destas Teorias foi uma redução no custo dos bens manufaturados. Aquilo que fora um luxo acessível apenas aos ricos, como automóveis ou aparelhos domésticos, tornou-se disponível para as massas. Mais importante foi o fato de que tornaram possível o aumento dos salários, ao mesmo tempo em que reduziram o custo total dos produtos.

 

 

criado por enpputon    19:02:45 — Arquivado em: Administração, Administração

Administração e Organizações

Carlos Roberto Pellenz Jr. – Turma: A

Administração 1º Período

Unochapecó

 

 

 

 

No mundo em que vivemos esta cada vez mais difícil o sucesso de empresas por causa

da grande competitividade e da qualidade de seus funcionários e administradores, existem milhões de administradores pelo mundo, administrando empresas grandes tanto como empresas pequenas, mas na verdade o que um administrador faz? No que é baseado seu trabalho?

 

Para entender o que um administrador faz primeiro devemos entender o lugar onde ele trabalho, lugares que podem ser  chamados de Organizações. Organizações são um grupo de pessoas que se juntam por um propósito, um objetivo, atender a necessidade das pessoas, e basicamente por isso que elas são criadas. As organizações são formadas por pessoas e cada pessoa tem sua função dentro dela, assim ela consegue ter uma estrutura organizacional.

 

Com a criação das organizações vem a necessidade de pessoas para administrá-las. A administração pode ser explicada em 4 palavras: processo, coordenação, eficiência e eficaz. Pode se dizer que o Processo é um modo sistemático de fazer algo, a Coordenação garante que partes interdependentes funcionem como um todo. A Eficiência e a capacidade de realizar corretamente as tarefas. A Eficácia é a capacidade de realizar as atividades da organização e alcançar seus objetivos. Apesar das diferença entre a eficiência e a eficácia uma depende da outra e só um bom administrador conseguira os dois ao mesmo tempo em sua empresa.

 

O administrador e a pessoa encarregada em guiar as organizações para que elas alcancem seus objetivos. O administrador e a pessoa que fala onde a empresa deve investir seus recursos, ele trabalho coordenando e dirigindo as atividades das outras pessoas ajudando elas a cumprirem seus objetivos, ele também é responsável por outras atividades, assim não limitando suas atividades.

 

Os administradores podem ser classificados em 3 níveis estratégico, tático e operacional. O estratégico é o mais alto responsável pelas principais decisões da organização, o intermediário é o que cuida das articulações internas entre o nível estratégico e operacional, o operacional e constituído pelos administradores de primeira linha responsáveis pela coordenação dos membros da organização.

 

A administração é uma pratica secular, mas será que suas funções são aplicadas em todos as empresas, será que as funções de um administrador não variam de acordo com seu nível?

 

O nível do administrador muda as atividades que ele vai desempenhar, mas isso não quer dizer que um administrador de topo não ira fazer funções de organização o que muda é que cada uma dessas funções varia em termo de importância e intensidade. Tipos de organização também influenciam no trabalho de um administrador, existem diferenças entre um gestor publica e um que trabalho em uma empresa privada com fins lucrativos, mas mesmo assim os 2 ainda continuam exercendo varias atividades iguais a única grande diferença do trabalho de um para outro é o jeito que medem e avaliam o desempenho da organização. A dimensão da empresa é outro fator que influencia no trabalho de um administrador, o que mais muda é na importância da pessoa na empresa por causa do seu nível hierárquico, mas mesmo a empresa sendo grande ou pequena um administrador sempre vai cumprir todas as suas funções.

Normalmente as organizações são divididas em áreas funcionais, para que casa área tenha uma tarefa especifica, a organização pode sem divida em varias partes dependendo de seus objetivos. As áreas mais comuns são: a área comercial e de marketing, a área de finanças e a área de recursos humanos, ah também a área de pesquisa e desenvolvimento e a área de compras e aprovisionamento, mas essas áreas são comuns em organizações grandes.

 

Não importa qual seja o nível ou tamanho da empresa um administrador sempre ira, planejar, organizar, dirigir e controlar quando trabalho em uma organização, pode varias a ordem mas sempre ira fazer, no entanto para entender o trabalho de um administrador e necessário conhecer os papeis que ele desempenha, quais habilidades e aptidões ele necessita possuir e quais competências especificas estão relacionadas com a eficácia e a eficiência de seu desempenho.

 

Um administrador desempenha vários papeis para alcançar seus objetivos organizacionais, para desempenha esses diferentes papeis um administrador precisa ter certas habilidades que outras pessoas não tem, alem dessas habilidades ele também precisa ter competência para desempenhar seu cargo dentro da organização.

A administração é uma pratica mundial, e não importa o lugar as organização precisam ser administradas e o trabalho do administrador é praticamente o mesmo, o que muda e a cultura dos países que mudam o modelo de gestão adotado.

 

O jeito brasileiro de administrar tem vários traços que em alguns casos dão vantagens comparada a outras nacionalidades mas também em outras criam dificuldades aos administradores brasileiros.

 

Os administradores brasileiros tem muitos pontos bons neles, mas em alguns outros pontos eles ficam muito atrás dos administradores de países maiores que o Brasil.

                                                                           

 

 

 

 

 

 

criado por carlos.pellenz    18:59:52 — Arquivado em: Administração — Tags:

As Empresas e suas Organizações

AS EMPRESAS E SUAS ORGANIZAÇÕES

As empresas do mundo comteporâneo precisam de uma boa administração para evoluírem e conquistar objetivos.Onde é necessário:coordenação, responsabilidade, planejamentos,
Eficiência, eficácia, e sempre procurando o melhor caminho
Para chegar ao topo.
Nas empresas encontra-se desafios, e os administradores se organização e definem qual será o papel, o comportamento e as responsabilidades de cada membro, ocorrendo um processo de administração, onde são instalados os planejamentos, organização, uma direção, que motiva seus trabalhadores a desenvolver as suas atividades,e também um controle que se
assegura que os objetivos estão sendo alcançados.
Dentro de cada processo de administração precisa-se de indivíduos para fazerem a organização; como gerentes,os líderes de equipe, os supervisores e outros.Cada um coordena a sua atividade e depois presta contas do seu trabalho.
Não importa qual é o tamanho da empresa ou edifício, sem uma boa organização é impossível juntar assuntos para coordenar ou discutirem qual rumo é melhor.
A administração no Brasil guiam as organizações de forma a alcançar os objetivos.
O estilo brasileiro de administrar apresenta alguns traços que permitem distinguir-se a outras culturas nacionais. Para alguns administradores forçam vantagens, já em outros criam dificuldade.
Um traço cultural brasileiro muito vantajoso, é a flexibilidade, que permite a articulação entre as regras inflexíveis e formais e um estilo de relacionamento caracterizado pela informabilidade e amizade.
Os bons administradores sabem como fazer uma empresa crescer e trazer lucros, não só os administradores, mas sim todos os membros que nela trabalham, basta ter participação e organização para ter
SUCESSO. !!!

criado por luana.biazus    18:58:23 — Arquivado em: Administração

Introdução à Administração

Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Centro de Ciências Sociais Aplicadas

Matriz: 222 - Administração Noturno

Disciplina: Introdução à Administração

Turma: A - 1º Período

Professora: Magda Bianchini Migliori

Universitária: Shádia de Morais Marcondes

 

As organizações e a administração

Para uma organização ser bem-sucedida, ela depende de seus administradores, são eles que irão traçar objetivos e guiar a organização de forma a alcançá-los.

No mundo existem milhões de administradores distribuídos em diversos tipos de organizações. Vai de cada administrador adquirir uma forma correta de ministrar as organizações.

A organização

Organizações são grupos estruturados de pessoas que se juntam para alcançar objetivos comuns. Podem ser organizações formais, no caso de uma empresa, ou podem ser informais, no caso de um grupo de amigos. Uma organização é uma entidade que possui um propósito, é composta por pessoas ou membros, e tem uma estrutura organizacional. Entretanto é esse propósito que confere às organizações uma razão para existir, sem as pessoas as organizações não têm quem tome as decisões necessárias para o seu desenvolvimento e é a estrutura quem define e delimita qual o comportamento e quais são as responsabilidades de cada um dos seus membros, onde envolve a definição de regras e procedimentos internos, a divisão do trabalho, a descrição de funções, o estabelecimento de relações de autoridade entre seus membros.

A administração

Administração é um processo que consiste, na coordenação do trabalho dos membros da organização e na alocação dos recursos organizacionais, para alcançar os objetivos estabelecidos de uma forma eficaz e eficiente, ou seja, a arte de produzir bens ou serviços por intermediário das pessoas (definida por Mary Parket Follet). Quatro elementos podem ser destacados nesta definição: processo, coordenação, eficiência e eficácia.

·         Processo é um modo sistemático de fazer algo.

·         Coordenação do trabalho e dos recursos organizacionais para garantir que partes independentes funcionem como um todo, procurando alcançar a coerência entre os processos e os objetivos organizacionais.

·         Eficiência é a capacidade de desempenhar corretamente as tarefas.

·         Eficácia implica em escolher os objetivos certos e conseguir atingi-los.

Uma administração de sucesso consiste em obter simultaneamente eficácia e eficiência na utilização dos recursos organizacionais. 

Os administradores

Os administradores são membros que têm como função guiar as organizações de forma a alcançar seus objetivos, decidem como e onde aplicar os recursos da organização de forma a assegurar que esta atinja seus objetivos. Trabalham coordenando e dirigindo as atividades de outras pessoas de modo a atingir um conjunto de objetivos coerentes para a organização.

Níveis organizacionais

Os administradores podem ser classificados pelo nível que ocupam na organização e pelo âmbito das atividades das quais é responsável. São três níveis hierárquicos: estratégico, tático e operacional.

·         Nível estratégico é o mais elevado da hierarquia organizacional e é composto pelos administradores de topo, que são responsáveis pelas principais decisões da organização.

·         Nível tático representa um intermediário da estrutura organizacional, formado por um conjunto de executivos que são responsáveis pela articulação interna entre o nível estratégico e o operacional.

·         Nível operacional é o mais baixo da hierarquia da organização, constituído pelos administradores de primeira linha, responsáveis pela coordenação do trabalho dos membros da organização.

O processo da administração

Processo de administração, conforme Henri Fayol, é um processo dinâmico que compreende cinco funções interligadas: prever, organizar, comandar, coordenar e controlar. O que muda apenas da definição de Fayol, é que as funções de comandar e coordenar foram agregadas, formando a função de dirigir, ficando então quatro funções distintas, mas relacionadas e interdependentes.

Funções da administração

·         Planejamento: especificação dos objetivos a serem atingidos.

·         Organização: faz a distribuição das tarefas entre os membros da organização, define quem tem autoridade sobre quem, e quando e onde devem tomar decisões.

·         Direção: está relacionada com os processos de gestão de pessoas na organização. Dirigir significa liderar, motivar e coordenar os trabalhadores no desenvolvimento das tarefas.

·         Controle: função da administração que assegura que os objetivos estão sendo alcançados, consiste na monitoração e na avaliação do desempenho da organização.

 

A universalidade das funções da administração

·         Nível organizacional: o nível hierárquico influencia o trabalho e as atividades de um administrador, mas isso não quer dizer que um administrador de topo não realize as mesmas funções de um supervisor. À medida que se sobe na hierarquia organizacional, os administradores planejam mais e dirigem menos. Todos os administradores realizam as quatro funções, mas em tempos variáveis de acordo com a importância de cada função no momento.

·         Tipo de organização: também influencia o trabalho de um administrador, mas existem algumas diferenças relacionadas ao trabalho de um gestor público e de um administrador de empresa privada com fins lucrativos, que é a forma como medem e avaliam o desempenho da organização. Enquanto em empresas, as medições acontecem com os lucros, as organizações públicas ou sem fins lucrativos ocorrem com a universalização, equidade e justiça, que é um tanto difícil.

·         Dimensão da organização: é outro fator que diferencia o trabalho de um administrador. Independentemente do tamanho da empresa ou organização, os administradores realizam as quatro funções da administração, variando o tempo que dedicam a cada uma e o seu conteúdo.  É bastante generalista, às vezes combinando com um administrador de topo, desempenhando objetivos estratégicos, com tarefas rotineiras, normalmente desempenhadas por supervisores.

 

As áreas funcionais da organização

Estão normalmente divididas em áreas funcionais, essas áreas representam atividades e tarefas especializadas que são desempenhadas por unidades ou departamentos da organização. Áreas funcionais mais comuns: área da produção ou de operações, a área comercial e de marketing, a área de finanças e a área de recursos humanos. Existem também outras áreas funcionais dentro da organização, como a área de pesquisa e desenvolvimento ou a área de compras e aprovisionamento, que se adaptam nas grandes organizações onde possuem espaço para um departamento de pesquisa e apenas em organizações industriais têm necessidade de departamento de compras e gestão de estoques.

·         Área de produção ou de operações: o sistema de operações de uma organização é o centro ou o ‘coração’ de sua atividade, por ser um conjunto de atividades e operações inter-relacionadas envolvidas na produção de bens ou prestação de serviços de uma grande organização, transformando insumos em produtos e colocando valor com a finalidade de alcançar os objetivos. A administração de operações envolve vários processos: planejamento do produto, instalações, processo produtivo, organização do trabalho, planejamento da produção, administração de estoques, controle e compras.

·         Área comercial e de marketing: esta relacionada com as atividades, tendo por objetivo captar e manter clientes da organização, fazendo que ocorra a satisfação do cliente, procurando influenciar seu comportamento, e assim alcançar objetivos. Todas as organizações possuem necessidade de desenvolver programas de marketing para garantir sua sobrevivência. Esta área é composta por várias atividades: pesquisa de mercado, produto, preço, distribuição, comunicação e vendas.

·         Área financeira: envolvem todos os aspectos ligados aos recursos financeiros, também chamada pelo ‘sangue’ de uma atividade. Têm uma importância decisiva para o desempenho organizacional. Seu objetivo consiste em captar e utilizar, de maneira eficaz, os recursos financeiros de forma a alcançar os objetivos organizacionais. Esta área é responsável pelas seguintes ações: informação de gestão, análise, investimento, financiamento e distribuição de dividendos.

·         Área de recursos humanos: um dos recursos mais importantes em uma organização são as pessoas, tem como objetivo a administração de comportamentos individuais em função dos objetivos coletivos. Para isso a organização deve atrair, preparar e desenvolver as pessoas de forma que consigam contribuir para alcançar os objetivos organizacionais.  A área de recursos humanos envolve: implementação de políticas e procedimentos, planejamento dos recursos humanos, recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, avaliação de desempenho, remuneração e compensação, melhoria das condições no local de trabalho e gestão administrativa do pessoal.

Os administradores e a administração

Independente do nível organizacional, do tipo ou dimensão da organização, ou a área funcional, todos os administradores planejam, organizam, dirigem e controlam. A importância e o tempo dedicados a cada uma dessas funções podem variar. Para compreender a essência do trabalho de um administrador, é necessário saber e conhecer quais os papéis que desempenha na organização, quais aptidões e habilidades necessita possuir, e quais competências especificas estão relacionadas com a eficácia e a eficiência de seu desempenho.

·         Os papéis do administrador: ao contrário do que se pensava, os gestores não fazem reflexões metódicas antes de tomar decisões, nem obedecem à seqüência teórica das funções da administração, de acordo com Mintzberg os administradores têm pouco tempo para refletir antes de decidir, por isto agem mais momentaneamente, por suas atividades serem variadas e nem um pouco rotineiras. Os administradores possuem autoridade formal sobre seus subordinados, que por sua vez lhes confere status, que cria uma responsabilidade de estabelecer relações interpessoais com os subordinados, essas relações fornecem informações ao que os administradores utilizam para tomar suas decisões necessárias à sua organização. Desse modo todos os administrados desempenham papéis interpessoais, informacionais e decisórios.

·         As habilidades do administrador: para desempenhar os papéis que são responsáveis, os administradores devem possuir certas habilidades. Existência de uma relativa facilidade em lidar com determinada tarefa, Robert Katz identificou três tipos de habilidades necessárias: habilidades conceituais, humanas e técnicas.

·         As competências do administrador: para o desempenho dos seus cargos, os administradores necessitam de certas competências, que são definidas como um conjunto de conhecimentos, aptidões, e atitudes relacionadas com o desempenho eficaz de um administrador. Essas competências variam de acordo com o nível organizacional.    

A administração no Brasil

A administração é uma prática universal, assim como aqui no Brasil, vários outros países utilizam a administração nas organizações, que é basicamente a mesma: guiar as organizações de forma a alcançar seus objetivos.  As características distintivas das culturas nacionais condicionam o modelo de gestão adotado.

·         O estilo brasileiro de administrar: a cultura brasileira apresenta alguns traços culturais nacionais, esses traços definem um estilo brasileiro de administrar, que, em alguns casos, reforçam vantagens comparativas, mas que em outros criam dificuldades aos administradores. De acordo com a pesquisa realizada por Betânia Barros e Marco Aurélio Prates com 2.500 administradores, que desenvolveram um modelo de interpretação da cultura brasileira em quatro grandes subsistemas: o institucional, o pessoal, o dos líderes e o dos liderados, a interseção dos subsistemas resultam em nove traços culturais característicos dos administradores brasileiros: concentração do poder, personalismo, postura de espectador, aversão ao conflito, formalismo, lealdade às pessoas, paternalismo, flexibilidade e impunidade.

·         Característica dos administradores brasileiros:

 

*visão imediatista, com priorização do curto prazo

*desvalorização do planejamento, do planejamento estratégico, em particular

*adoção de estruturas organizacionais piramidais, com elevada distância hierárquica

*adoção de sistemas de tomada de decisão centralizados e autocráticos

*uso de sistemas de controle episódico, de caráter punitivo

*prática de relações interpessoais baseadas no respeito pelo poder constituído

*prevalência de um estilo gerencial marcado pela distância entre discurso e prática

*disfarce das formas autoritárias de poder com uma retórica de participação e envolvimento

*domínio de uma conduta gerencial sensível a modas e modismos gerenciais

 

Perfil das empresas brasileiras

O ambiente organizacional brasileiro é muito peculiar e apresenta diversos obstáculos à criação e sustentação de negócios, são eles:

°Elevada carga tributária

°Elevados custos de financiamento

°Burocracia ineficaz

°Produtividade reduzida

Outro fato característico do tecido empresarial brasileiro é a concentração das maiores empresas na Região Sudeste, principalmente em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.

 

Análise

 

Para uma organização ser bem-sucedida, ela depende de seus administradores, juntamente com uma equipe capacitada, para alcançar seus objetivos, utilizando corretamente seus recursos.

Não existe uma fórmula exata de administrar e ser sempre as mil maravilhas existe as principais funções a serem aplicadas: planejamento, organização, direção e controle, mas não são apenas estas as funções realizadas pelos administradores. Em determinados momentos, deparados com obstáculos, desafios são necessárias atitudes e decisões momentâneas que resolvam os problemas identificados.

Todos nós sabemos que as organizações fazem parte de nossas vidas, são essências, uma vez que fornecem os meios para o atendimento das nossas necessidades, das necessidades humanas.

Além disso, um bom administrador, que deseja desempenhar sua atividade com sucesso, não basta apenas possuir um diploma nas mãos, necessita de habilidades e requisitos que vai se adquirindo durante a vida e a faculdade, de acordo com nosso interesse e vontade.

Enfim, as organizações – grandes ou pequenas, públicas ou privadas, lucrativas ou não lucrativas – são na essência associações de pessoas, agindo predominantemente de acordo com suas experiências, percepções e motivações, que carecem por isso de uma certa identidade de propósitos e intenções para que seus esforços produzam resultados previsíveis e desejáveis.

criado por shadia.morais    18:56:49 — Arquivado em: Administração

Administração

ADMINISTRAÇÃO NOS DIAS DE HOJE ANALISE

 

Hoje em dia, um administrador além de ter um objetivo traçado, precisa ser organizado e principalmente saber organizar uma equipe porque tanto na administração como em qualquer outra atividade que depende de uma equipe, ninguém chega a lugar algum, sozinho porque cada um se encarrega da tarefa,onde é especialista e o administrador para administrar de forma eficaz precisa coordenar de modo eficiente,só assim alcançara a eficácia necessária para chegar ao sucesso que ele busca,e isso só acontecerá quando essas duas coisas andarem simultaneamente.

              É possível notar três níveis diferente dentro da administração,principalmente quando se fala em uma organização,estratégico,tático e o operacional que lutam pelo mesmo objetivo mesmo que de forma diferente,a única diferença é que quanto maior o nível hierárquico,planeja-se mais e  dirige-se menos,diferença que fica bem clara entre o nível estratégico e o operacional,enquanto o operacional dirige mais em contato com os operários  e o estratégico planeja junto com um grupo de diretores empresariais.

              Quando falamos do funcionamento da organização,notamos que hoje uma empresa precisa inovar,comunicar,afinal ‘‘a propaganda é a alma do negócio’’ou seja precisa ter uma boa administração na área de marketing  publicidade ,também é preciso estar atento as necessidades de mercado, para atender a essas necessidades.

              Mas um administrador,na hora de atender a essas necessidades,tem que saber usar as finanças de forma eficaz e eficiente,para que esta não se torne um pesadelo,porque não adianta eficácia sem eficiência,na hora de preparar as pessoas que os rodeiam, essa preparação  envolve remuneração  e incentivo trabalhista, entre outros, porque só elas podem ajuda-lo na busca de seus objetivos de forma eficaz e eficiente.

              Outro desafio,que os administradores enfrentam hoje em dia,é as freqüentes mudanças desse mundo globalizado,fazendo com que precisem tomar decisões rápidas com criatividade,tudo conforme as exigências do mercado,mesmo que os administradores  Brasileiros tenham uma capacidade de se adaptar  a novos ambientes muito rapidamente.e junto com a globalização vem o aumento da competitividade e o segredo para vencer é eficácia e eficiência.                                                          

 

 

                                          NOME=IVAN RIBEIRO PERERA

              CODIGO DE MATRICULA=392996

 

RESUMO DA POSTILA

A administraçao,depende muito de como se organiza uma equipe porque a eficácia e eficiencia,só é alcançada com uma equipe organizada e motivada,por isso que a remuneração e melhoria nas condições de trabalho dos operarios é essencial .

Os niveis organizacionais podem ser divididos em tres niveis hierarquico,o estratégico,que são administradores de topo responsaveis pelas principais decisões da organização,o tatico que é responsavel pela articulacão entre o nivel estratégico e o operacional,ja o nivel operacional é responsavel pela organização de tarefas do dia-dia e a coordenação simultanea desses niveis.

Nas areas funcionais,representa-se atividades e tarefas especializadas como as de produção,marketing,finanças ou recursos humanos

O papel de um administrador,é pensar e tomar decisões rapidas,de acordo com as mudanças frequentes de um mundo moderno e para isso precisa de habilidades técnicas e especialização de um administrador em determinada area podendo assim tomar decisões inovadoras para contribuir com o sucesso da organização

A aministração no brasil tem que ter flexibilidade devido as varias culturas que o pais possui,sem desrespeitar os costumes de cada um.

A administração contemporanea tem como principal desafio,responder as exigencias dos clientes e dos concrrentes com eficácia e eficiencia.

criado por ribeiroi866    18:55:48 — Arquivado em: Administração

Introdução a Administração e as Organizações

Introdução a Administração e as Organizações

 

 

 

Organizações é uma realidade presente em todos meios da civilização, elas são grupos estruturados de pessoas que se juntam par alcançar objetivos em comum. Todas elas tem um propósito ou finalidade.Seu desenvolvimento e definido por regras e procedimentos internos.

Para se alcançar os objetivos elas necessitam de um processo de administração. São eles os administradores q preparam a organização para a mudança e colocam em um ambiente mais dinâmico e imprevisível.Uma definição mais complexa de administrar e um processo q consiste na coordenação do trabalho dos membros da organização para estabelecer seu objetivo de forma eficaz e eficiente.

A eficiência e a capacidade de realização das atividades da organização, minimizando a utilização dos seus recursos, ou seja, a capacidade de desenvolver corretamente as tarefas. Já a eficácia e a capacidade de realizar as atividades da organização de modo a alcançar os objetivos estabelecidos.

Um bom planejamento permite que os administradores e trabalhadores tenham sua ação orientada para determinados objetivos, permitindo-lhes concentrar sua atenção no que e mais importante para a organização, juntamente com uma boa direção, controle.

O tipo de organização também influencia o trabalho de um administrador, o de empresas tem como principal indicador da competividade e desempenho da organização a maximização dos lucros, ao passo q as organizações publicas e não lucrativas respondem a objetivos mais difíceis de medir, como universalização, equidade e justiça.

As organizações estão normalmente divididas em áreas funcionais nas quais podem ser citadas como a Administração Geral, Recursos Humanos, Produção e Operações, Finanças, Comercial e Marketing.

Para desempenhar os diferentes papeis pelos quais são responsáveis, os administradores devem possuir certas habilidades como as conceituais humanas e técnicas. A conceitual esta relacionada como a capacidade do administrador  para coordenar e integrar todos os interesses e atividades d e uma organização ou grupo.Humana diz respeito a capacidade do administrador para se relacionar com outras pessoas ou grupos.Técnicas estão relacionadas com a capacidade do administrador  pra usar ferramentas, procedimentos, técnicas e conhecimento especifico relativos a sua área de atuação.

Alem das habilidades, os administradores necessitam de certas competências especificas para o desempenho de seu cargo.As competências são definidas como o conjunto de conhecimentos, aptidões e atitudes relacionadas com o desempenho eficaz de um administrador.

O estilo brasileiro de se administrar este vinculado a dimensão cultural que se mostra através de itens como: Concentração de poder, Personalismo, Postura de Espectador, Aversão ao Conflito, Formalismo, Lealdade Pessoal, Paternalismo, Flexibilidade, Impunidade. No entanto a administração e por excelência uma pratica voltada para a mudança e para transformação.Mesmo em contextos de adversidades cultural,existem administradores aptos a guiar suas organizações com eficácia e eficiência, e os brasileiros demonstram isso.

criado por macalianderson    18:54:30 — Arquivado em: Administração

As organizações e a Administração

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ

Disciplina: Introdução à administração/ Período I/ Grade 222

Professora: Magda Migliori

Aluna: Aline Regina Casagrande

 

 

As organizações e a administração

 

Em um mundo cada vez mais globalizado e competitivo, o sucesso ou o insucesso das organizações depende da qualidade de sua administração. São os administradores que estabelecem objetivos e guiam a organização de forma a alcança-los. São também eles que preparam a organização para mudança, procurando adapta-la a um ambiente cada vez mais dinâmico e imprevisível. Assim, para uma organização ser bem-sucedida, ela depende de seus administradores.

Os administradores administram organizações de todos os tamanhos, com as mais diversas finalidades, e podem ser responsáveis pelas organizações como um todo ou apenas por uma unidade ou equipe.

 

A organização

As organizações são grupos estruturados de pessoas que se juntam para alcançar objetivos comuns. Todas as organizações têm um propósito ou uma finalidade. Os objetivos são inúmeros, desde produzir um produto, proporcionar entretenimento, atender às necessidades sociais ou espirituais da sociedade, defender um país, entre muitos outros.É com esse propósito que confere às organizações uma razão para existir. Todas as organizações são compostas por pessons. Sem elas, as organizações não têm quem tome decisões com relação aos objetivos nem quem realize um conjunto de tarefas de forma a alcançá-los.Além disso, as organizações possuem uma estrutura que define e delimita qual é o comportamento e quais são as responsabilidades de cada um dos seus membros. O desenvolvimento de uma estrutura organizacional envolve a definição de regras e procedimentos internos, a divisão do trabalho, a descrição de funções, o estabelecimento de relações de autoridade entre seus membros, entre outros. Uma organização é uma entidade que possui um propósito, é composta por pessoas ou membros, e tem uma estrutura organizacional.  

 

A administração

 

A administração é um processo que consiste na coordenação do trabalho dos membros da organização e na alocação dos recursos organizacionais para alcançar os objetivos estabelecidos de uma forma eficaz e eficiente. Primeiro processo é um modo sistemático de fazer algo. A administração é um processo na medida em que consiste em um conjunto de atividades e tarefas relacionadas a fim de atingir um objetivo comum.Segundo, a administração consiste na coordenação do trabalho e dos recursos organizacionais para garantir que partes interdependentes funcionem como um todo, procurando alcançar a coerência entre os processos e os objetivos organizacionais. A administração significa realizar as tarefas e os objetivos organizacionais de forma eficaz e eficiente.

A eficiência é a capacidade de realização das atividades da organização, minimizando a utilização dos seus recursos, ou seja, é a capacidade de desempenhar corretamente as tarefas. É a medida da relação entre os resultados alcançados e os recursos consumidos.

A eficácia é a capacidade de realizar as atividades da organização de modo a alcançar os objetivos estabelecidos. Eficácia implica escolher os objetivos certos e conseguir atingi-los, e sua principal preocupação é com os fins. 

 

Os administradores

 

            Os administradores ou gestores são os membros que têm como função guiar as organizações de forma a alcançar seu propósito. São os administradores que decidem onde e como aplicar os recursos da organização de forma a assegurar que esta atinja seus objetivos. Porem, não fazem sozinhos.  Os administradores trabalham coordenando e dirigindo as atividades de outras pessoas, ajudando os demais membros a atingir um conjunto de objetivos coerentes para a organização.

 

O processo de administração

 

           A administração foi definida por Henri Fayol, administrador francês, como um processo dinâmico que compreendia cinco funções interligadas: prever, organizar, comandar, coordenar e controlar. Os administradores participam no processo de administração executando cada uma das funções identificadas pra alcançar os objetivos definidos pela organização.

 

As funções da administração

 

            O planejamento consiste na especificação dos objetivos a serem atingidos, na definição das estratégias e ações que permitam alcançá-los, e no desenvolvimento de planos que integrem e coordenem as atividades da organização. O planejamento permite que os administradores tenham sua ação orientada para determinados objetivos, permitindo-lhes concentrar sua atenção no que é mais importante para a organização.

Organização é a função da administração que faz a distribuição das tarefas e dos recursos entre os membros da organização, define quem tem autoridade sobre quem e quando e onde devem tomar decisões.

Direção está relacionada com os processos de gestão de pessoas na organização. Dirigir significa liderar, motivar e coordenar os trabalhadores no desenvolvimento de suas tarefas e atividades. Dirigir também significa selecionar o canal de comunicação mais adequado e resolver conflitos entre os subordinados.

Controle é a função da administração que assegura que os objetivos estão sendo alcançados. Consiste na monitoração e na avaliação do desempenho da organização.

 

Área de produção ou de operação

 

            A principal razão de ser de uma organização é a produção de bens ou a prestação de serviços. Por esse motivo, o sistema de operação de uma organização é o centro ou o coração de sua atividade.O sistema de operação é o conjunto de atividades e operação inter-relacionadas envolvidas na produção de bens ou prestação de serviços de uma organização, representando o modo como esta transforma os insumos em produtos ou serviços, agregando valor de forma a alcançar os objetivos organizacionais. A administração de operações é uma atividade complexa de administração que envolve, planejamento do produto, instalações, processo produtivo, organização do trabalho, planejamento da produção, controle, compras e serviços.

 

Área comercial e de marketing

 

            A área comercial e de marketing está relacionada com as atividades cujo objetivo é captar e manter os clientes da organização. Seu principal foco é a satisfação do cliente, procurando influenciar seu comportamento e, assim, alcançar o propósito da organização. A área comercial e de marketing é responsável por diversas funções e atividades organizacionais, entre as quais estão, pesquisa de mercado, produto, preço, distribuição, comunicação e vendas.

 

Área financeira

 

            A área financeira lida com todos os aspectos que envolvem recursos financeiros. As finanças são uma área de apoio. Seu principal objetivo consiste em captar e utilizar, de maneira eficaz, os recursos financeiros. A área financeira é responsável pelas seguintes funções, informação de gestão, análise, investimentos, financiamento e distribuição de dividendos.

 

Área de recursos humanos

 

            A área de recursos humanos ou de gestão de pessoas tem como objetivo a administração de comportamentos individuais em função dos objetivos coletivos. Essa área é responsável pelas seguintes funções, implementação de políticas, planejamento dos recursos humanos, recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, avaliação de desempenho, remuneração e compensação, melhoria das condições no local de trabalho e gestão administrativa do pessoal.

 

Os papéis do administrador

 

            Os administradores desempenham uma variedade de papéis pra alcançar os objetivos organizacionais.

Mintzberg argumenta que os administradores possuem autoridade formal pelo cargo que ocupam. Seu cargo lhes confere autoridade formal sobre seus subordinados, que por sua vez, lhes confere status. Esse status cria uma responsabilidade de estabelecer relações interpessoais com os subordinados, pares, superiores, assim como com indivíduos ou grupos de interesse externos à organização. Essas relações fornecem informações que eles utilizam para tomar as decisões necessárias à sua organização. Desse modo, de acordo com Mintzberg, todos os administradores desempenham papéis interpessoais, informacionais e decisórios.

Papéis interpessoais envolvem as relações dos administradores com outras pessoas.  Os papéis interpessoais estão relacionados com a forma como o administrador interage e influencia os outros, e incluem os papéis de símbolo ou de representação, de líder e de elemento de ligação.

Papéis informacionais envolvem a coleta, o processamento e a comunicação de informações e representam um dos aspectos mais importantes no trabalho do administrador.

Papéis decisórios envolvem todos os eventos e implicam a tomada de decisão, considerada  essência do trabalho de um administrador. Eles estão relacionados com a forma como o administrador utiliza a informação em suas decisões.

 

Análise

 

Após a revolução industrial, a grande preocupação dos administradores das empresas passou a ser a geração maior de lucros, com o aumento da produtividade e redução de custos, mantendo-se competitivas em um mercado cada vez mais globalizado. As empresas que reinvestem parte ou todo o lucro em novas tecnologias e modernização de seus parques industriais, aumentam a sua competitividade. Quanto mais competitivas, mais condições de expandirem-se e ampliarem o seu mercado, proporcionando um cenário favorável à obtenção de maior lucro.

Hoje, para conseguir atingir as metas exige-se do administrador possuir e combinar habilidades necessárias na função do gestor de organizações: habilidade técnica: capacidade de aplicar conhecimentos técnicos, métodos e equipamentos necessários à execução de tarefas específicas. Essa habilidade é obtida através da experiência, da educação e do treinamento; habilidade humana: é a capacidade de discernimento para trabalhar com pessoas, incluindo o conhecimento do processo de motivação e a aplicação eficaz da liderança; habilidade conceitual: saber compreender a complexidade das organizações como um todo e em cada área, permitindo agir de acordo com os objetivos globais da organização e não em função de metas e necessidades imediatas do próprio grupo.

Neste contexto, podemos dizer que não existe um método ideal que possa ser empregado para atingir os resultados desejados. São necessários estudos, trabalhos, dedicação, esforço particular e de grupo, idéias novas e planejamento, com decisões tomadas dentro de um determinado controle para que a empresa sobreviva e se mantenha no mercado.

O grande desafio dos administradores é saber lidar com os recursos, tanto humanos como materiais, para atingirem os objetivos e metas das empresas.

 

 

 

criado por casagrandealine    18:52:05 — Arquivado em: Administração

Introdução à Administração e às Organizações

Organizações são formadas por grupo de pessoas com interesses comuns, em busca de um objetivo, no qual tomam decisões para concretizar idéias e projetos.

As organizações são estruturadas para produzir bens e serviços com fins lucrativos ou não. O desenvolvimento dos negócios e atividade econômica das organizações depende de uma administração eficaz e eficiente, profissionais capazes de definir regras e procedimentos internos, como, organização das tarefas, coordenação do trabalho e dos recursos garantindo que os objetivos sejam concretizados.

Esses profissionais estão classificados pelo nível que ocupam na organização.

A pirâmide organizacional possui três níveis, sendo, nível estratégico, nível tático e nível operacional. Os administradores no topo da hierarquia formam o nível estratégico, executivos responsáveis pelas principais decisões e pela integração entre a organização e seu ambiente externo. Logo abaixo está o nível tático, constituído por um grupo de executivos responsáveis pela movimentação interna.Coordenam as atividades de níveis mais baixos na execução de políticas e estratégias definidas pelo nível estratégico e é o intermediário entre o nível estratégico o nível operacional, no qual é constituído por administradores responsáveis pela coordenação do trabalho dos membros da organização, atuam em operações de curto prazo.Todos os níveis estão interligados, suas decisões e atividades devem ser desempenhadas para um resultado favorável ao objetivo imposto.

Todos os administradores, independente do nível hierárquico tem funções de extrema importância para a sobrevivência e avanço da organização.Essas funções variam de acordo com o nível, mas está presente em todos eles.

Planejamento: definir estratégias e ações a serem desempenhadas, orientando os trabalhadores na busca do objetivo.

Organização: distribuição das tarefas e recursos, definição das autoridades.

Direção: Liderança, motivação e coordenação dos trabalhadores.Desenvolvimento da comunicação entre subordinados, formação de um ambiente propício para um trabalho de qualidade. Essa função que exige mais ação que planejamento ou organização.

Controle: monitoração e avaliação de desempenho da organização, comparação de resultados e correção de desvios.

As áreas funcionais da organização estão dividas em áreas.

Área de produção ou de operações: relacionada à produção de bens ou a prestação de serviços.Consistem no planejamento do produto, instalações, processo produtivo, organização do trabalho, planejamento da produção, administração de estoques, controle e compras.

Área comercial e de marketing: principal objetivo é atrair e manter clientes, mantendo a satisfação e influenciando seu comportamento. Envolve pesquisas de mercado, desenvolvimento de produtos, estabelecimento e gestão de preço, distribuição do produto, comunicação (publicidade e propaganda) e vendas.

Área financeira: o objetivo está em utilizar de maneira eficaz os recursos financeiros para alcançar os objetivos da organização.Informação de gestão: produção de relatórios e documentos contábeis. Análise: que consiste na avaliação e controle do desempenho. Investimento, financiamento e distribuição de dividendos (lucros).

Área de recursos humanos: administra os grupos de trabalhadores ou colaboradores da organização.Desempenha funções como a implementação de políticas e procedimentos que regulem as relações da organização, planejamento dos recursos humanos, treinamento e desenvolvimento, avaliação de desempenho, remuneração e compensação, melhoria das condições no local de trabalho, gestão administrativa do pessoal.

Os administradores possuem na organização um cargo que lhes proporcionam autoridade, conferindo a eles respeito e admiração entre os subordinados, aumentando a responsabilidade de estabelecer relações interpessoais dentro ou fora da organização, o que fornece informações necessárias para tomar decisões. Assim, eles desempenham papéis interpessoais, interagindo e influenciando na organização.

Papeis informais, no qual coletam e analisam informações, partilham com os membros e divulgam para o exterior essas informações sobre a organização.

Papéis decisórios, que está relacionado com a forma como o administrador utilizará as informações em suas decisões.

O administrador precisa possuir habilidades conceituais, capacidade de coordenar e interagir todos os interesses e atividades da organização, permitindo analisar e interpretar situações complexas. Habilidades humanas, envolvendo a comunicação, motivação e liderança, e habilidades técnicas, uso de ferramentas e conhecimentos específicos da sua área de atuação.É necessário competência para o desempenho do cargo.

Cada nação tem um estilo de administrar.Os administradores brasileiros utilizam traços culturais como a concentração e poder, personalismo, postura de espectador, aversão ao conflito, formalismo, lealdade às pessoas, paternalismo, flexibilidade e impunidade.

Essa cultura administrativa fragilizada e limitada persegue os administradores brasileiros.Mas o fato da administração ser uma prática voltada para a mudança e transformação, desenvolvem administradores capazes de guiar organizações com eficácia e eficiência.

A administração,com seus princípios básicos, envolvendo todas suas divisões de hierarquias e departamentos, regras, organização e planejamento, de forma simples ou complexa, aponta o melhor caminho a seguir para administradores e organização, formando uma base sólida que permite o desenvolvimento e sucesso de ambos.É impossível o futuro promissor de uma organização sem uma administração executada com seriedade e competência.

criado por camilemeira    18:47:04 — Arquivado em: Administração

« Posts mais novosPosts mais antigos »

Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://admunochapeco.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.